Aix-en-Provence, a agradável cidade para se hospedar na Provence

Para quem quer visitar a região da Provence, a cidade de Aix-en-Provence, fundada pelos romanos em 103 a.C., é um ótimo lugar para se hospedar, e a partir de lá, sair pelas estradas e visitar as cidades vizinhas.

Nosso vôo da Airfrance partiu de São Paulo, com conexão em Paris e o destino final foi Marselha, que fica aproximadamente 30 minutos de Aix (apenas um apelido carinhoso para Aix-en-Provence). Alugamos um carro e o pegamos no aeroporto de Marselha para nosso destino rumo à Provence.

A cidade não é grande, mas tem de tudo, principalmente charme!

Uma das  coisas que você verá bastante em Aix são fontes, algumas pequenas, outras maiores, até chegar nessa que é um dos símbolos da cidade – La Rotonde, que cruza a Avenue Mirabeau, eleita uma das avenidas mais bonitas da Franca!

La Rotonde, um dos principais símbolos da cidade
A Place d’Albertas é um dos lugares icônicos de Aix. Essa fonte foi construída pelos estudantes da Escola de arte de Aix em 1912. As construções dos prédios são bem mais antigas.

Foi em Aix que viveu e morreu o ilustre pintor Paul Cézanne e você verá na cidade e em seus arredores a experiência Cézanne. O caminho nos leva aos principais lugares relacionados ao artista e, há um sinal  marcado no chão da cidade, que nos leva aos lugares e às paisagens que marcaram a vida do pai da pintura moderna.

As indicações na rua dos passos de Cézanne

 

Por que se hospedar em Aix?

Das cidades vizinhas ela é a maior, além de ser um destino a ser visitado, é claro! Outra opção é Avignon, mas particularmente eu prefiro Aix-en-Provence. Tem mais charme!

Sugiro que fique em Aix pelo menos 6 dias, mas 3 são suficientes para conhecê-la, nos outros, recomendo que faça um bate-e-volta nas cidades vizinhas, em torno de até 100km de distância.

Acho muito conveniente se hospedar no centro histórico, pois você poderá fazer tudo a pé pela cidade.

O que fazer em Aix?

1. Caminhe pela Cours Mirabeau, a principal avenida de Aix. Não é tão longa, por isso não deixe de conhecer cada cantinho desse lugar. De um lado da avenida há construções dos séculos XVII e XVIII e do outro os cafés. Nela você verá três fontes. É um lugar agradável para se visitar e conhecer um pouco da história local.

Uma dica para os jovens: no cruzamento dessa avenida com a fonte La Rotonde, encontramos um dos burburinhos da cidade estudantil, com vários cafés, bares e restaurantes, frequentados pelos “aixois”(habitantes de Aix).

A Cours Mirabeau
Só na Cours Mirabeau há três fontes, essa é uma delas
A bela fachada do antigo Tribunal do Comércio
O Café Des Deux Garçons que era  frequentado por Cézanne

2. No final da Cours Mirabeau está a Fontaine de la Rotonde, a principal fonte da cidade. O “Office de Tourisme” (informações de turismo) fica nesta praça, bem como a loja da Apple. Sim, Aix tem a loja da Apple.

Essa é a Fontaine de la Rotonde, construída em 1860, é a principal fonte da cidade. Cada figura feminina que se encontra no topo  está direcionada a uma cidade: Aix-en-Provence, representando a Justica, Marseille, representando a Agricultura, Avignon, representando as Belas Artes.

3. A Praça da Prefeitura ou Place de l’Hotel de Ville, cuja construção foi terminada em 1670, é outro lugar que você não pode deixar de ver. Todas as manhãs tem uma feirinha de flores bem em frente à prefeitura. A arquitetura do local é linda!

A feirinha diária de flores em frente a prefeitura do Hotel de Ville (prefeitura)
A torre do Relógio ao lado da prefeitura
A Place de l’Hotel de Ville iluminada
Detalhes da arquitetura do antigo mercado de grãos, onde atualmente funciona o Le Poste e outras repartições públicas

4. Visite o Atelier de Cézanne ocupado pelo pintor de 1901 até a sua morte em 1906. Ele mesmo desenhou a planta do local; uma sala de 50 m2 que recebe luz de todos os lados. O ilustre pintor trabalhou todas as manhas neste atelier de luz e silêncio, onde pintou várias de suas obras, conservadas atualmente em diversos museus do mundo. No atelier você verá apenas essa sala e receberá explicações sobre a vida de Cézanna. O valor da entrada é de 6 euros e o  preço do bilhete para as  pessoas entre 13-25 anos é de 2,50.

No atelier de Paul Cézanne
Observe na foto anterior, os objetos usados em suas obras
Mais um dos objetos usados nas obras de Cézanne

O local fica perto  do centro histórico. Dá para ir caminhando (em torno de 20 a 30 minutos).

5. Sente em um restaurante na Place des Cardeurs. Nos anos 80 com a construção de um estacionamento subterrâneo no local, inúmeros restaurantes se instalaram lá em uma atmosfera descontraída que fica  lotado de gente no final da tarde. Situa-se ao lado da Place d’Hotel de Ville. Ah, o pôr do sol visto desse lugar é bem bonito.

Na Place de Cardeurs. Observe mais uma fonte 🙂

 

Algumas fotos e lugares de Aix que me chamaram a atenção 🙂

Essa charmosa fromagerie tem uma vasta diversidade de queijos

Essa é a parte mais moderna da cidade, com lojas como a Fnac, a Sephora, H&M e outras mais. Localiza-se bem em frete a Place de la Rotonde (a principal praça de Aix)

Em Aix tem a sorveteria Amorino, eu adoro os sorvetes de lá. O endereço é 2, Rue Bédarrides – centro de Aix

Tem também uma loja que eu gosto muito: A Pylones, cheia de objetos com um design que são uma graça. Uma opção para você comprar alguns presentinhos de viagem, além é claro, dos deliciosos e cheirosos produtos da Provence. (9 Rue Aude – no centro de Aix)

Dica: Trata alguns temperos da Provence, que você encontrará nas lojas locais. Eles custam em torno de 6 euros e quando você voltar para casa ainda lembrará dos cheiros e sabores dessa bela região francesa. 🙂

Hospedagem:

Ficamos em uma pequena casa alugada pelo Airbnb, bem no centro da cidade, onde a maioria dos carros não têm licença para entrar. Felizmente encontramos uma vaga na rua a dois quarteirões do nosso endereço, e sim, fomos levando as malas a pé até a nossa casinha provisória. Mas pode-se pegar um táxi, não se assuste!

Vantagem e desvantagens:

O preço de uma locação assim é mais em conta do que se hospedar em um hotel. Você se sente praticamente um local. Com direito a ir na feira com produtos fresquinhos todos os dias e cozinhar com os temperos da Provence. Amei tudo isso!

Hospedar-se em um hotel é mais prático e foi isso o que fiz na primeira vez que visitei a cidade. No entanto, dessa vez fui com a minha filha que estava de mudança para Aix, então fiquei 18 dias.

Com relação a escolha do imóvel, preste atenção, pois a maioria dos prédios em Aix têm de 3 a 5 andares e não têm elevadores. Pegamos um pequeno studio em uma vila super bem localizada no centro da cidade.
A parte ruim é estacionar o carro. Não há muitas vagas disponíveis na cidade e se você encontrar alguma não poderá deixar o carro por mais de 9 horas. Aix tem vários estacionamentos e lá acabou sendo a nossa garagem a um preço em torno de 25 euros por 24 horas.
Então pegue o carro só para viajar, em Aix você não vai precisar dele.
Aconselho que deixe para pegá-lo na cidade quando for visitar as redondezas, aí sim é uma ótima opção. Mas não se esqueça de reservar com antecedência, pois quanto menor a cidade menor o número de carros disponíveis.

Onde comer:

Mitch , 26 rue des Tanneurs – restaurante frances – reserve com antecedencia.

Piacere, 4 Rue des Bernardines/ Este local é um achado! As piadinas italianas são gostosas e tem um preço onde você vai gastar no máximo 6 euros. Lembrando que são como pizzas, mas feitas com um pao típico italiano que possuem uma massa mais leve.

Les artistes – 35, Place Francois Villon

No próximo post vou escrever sobre as cidades mais bonitas que visitamos na Provence; como Lourmarin, Roussillon, Gordes, Marselha e outras mais.

Até breve! 😉

3 Comment

  1. […] nessa viagem feita no mês de maio de 2017. Conforme escrevi no post anterior, a cidade de Aix-en-Provence é um ótimo local para fixar base e conhecer a região, com paisagens incríveis, campos de […]

  2. Nós estivemos em Marselha de passagem e já ficamos encantadas!! No nosso planejamento tínhamos intenção de conhecer mais lugares e um deles era esse, mas não deu tempo e ficamos querendo voltar! Adoramos a matéria.

  3. Fico feliz que vocês gostaram. Muito obrigada 🙂

Deixe uma resposta

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

Translate »